Menu Right

Top Social Icons

Responsive Full Width Ad

Publicidade
Publicidade
✆ 93 9 9211 0226
WhatsApp
WhatsApp

quarta-feira, 13 de outubro de 2021

Bolsonaro decide não se vacinar contra Covid-19

Presidente disse possuir anticorpos para a doença e que imunização "não tem cabimento" para ele.

Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro disse na terça-feira (12), que decidiu não tomar vacina contra covid-19, argumentando que a imunização, para ele, “não tem cabimento”. O chefe do Executivo justificou a decisão pelo fato de já ter sido infectado pela doença e supostamente ter um alto nível de anticorpos. A declaração foi feita ao programa Os Pingos nos Is, da rádio Jovem Pan.

“Eu decidi não tomar mais a vacina. Eu estou vendo novos estudos, e minha imunização está lá em cima. Para que vou tomar? Seria a mesma coisa que você jogar R$ 10 na loteria para ganhar R$ 2. Não tem cabimento isso daí”, disse o presidente.

Segundo autoridades de Saúde, porém, mesmo quem já teve covid deve ser imunizado contra a doença. A Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), ligada à OMS, recomenda a vacinação dessas pessoas “independentemente de terem apresentado sintomas ou ficado muito doentes”. A agência informa que a vacina reforça o sistema imunológico do corpo contra a Covid-19, mesmo para aqueles que já possuam alguma imunidade, como diz Bolsonaro.

Em abril deste ano, o mandatário afirmou que pretendia tomar a vacina “por último”, depois que todas as pessoas “apavoradas”, como ele as classificou, recebessem suas doses. Bolsonaro está apto a ser imunizado no Distrito Federal desde o dia 3 de abril de 2021.


Estadão

Nenhum comentário

Postar um comentário

Publicidade

Responsive Full Width Ad