Menu Right

Top Social Icons

Responsive Full Width Ad

Publicidade
Publicidade
✆ 93 9 9211 0226
WhatsApp
WhatsApp

Mostrando postagens com marcador Esportes. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Esportes. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 27 de setembro de 2021

Fluminense vence RB Bragantino com feito histórico de Fred

Vitória do Flu também marcou conquista do treinador Marcão, que agora é dono da maior invencibilidade do clube no Brasileiro.

Fred alcançou marca história durante o jogo deste domingo (26) | Reprodução Instagram
O Fluminense venceu o Red Bull Bragantino por 2 a 1 na tarde de domingo (26), pela 22ª rodada do Brasileirão, e avançou na tabela de classificação. Fred. Os gols foram marcados por Fred, Luiz Henrique e Helinho.

A partida no Maracanã foi protagonizada por feitos históricos de Fred e Marcão. O centroavante deixou Romário para trás e se tornou o segundo maior artilheiro da história do Brasileirão, enquanto o treinador agora é dono da maior invencibilidade do clube na competição, ultrapassando Muricy Ramalho.

Com o resultado, o Tricolor Carioca chegou a 32 pontos e chegou ao oitavo lugar na competição, encostando no G6. Com um ponto a mais, Massa Bruta permanece em quinto.

Na próxima rodada, o Bragantino recebe o Corinthians no Nabi Abi Chedid, às 19h (horário de Brasília) de sábado (2). O Flu vai à Vila Belmiro para pegar o Santos, no domingo, às 18h15.

Antes da 23ª rodada, o time de Maurício Barbieri visita o Libertad-PAR, em Assunção, pelo jogo de volta da semifinal na Copa Sul-Americana, na quarta-feira (29). Na ida, vitória por 2 a 0 do Red Bull em Bragança Paulista.

Flu domina 1º tempo e abre caminho para vitória

Apesar da primeira chance boa ser do Bragantino, com bomba de Helinho e defesa de Marcos Felipe, o amplo domínio na etapa inicial foi do Fluminense. A resposta veio aos 12 minutos, com ótima triangulação e finalização de Fred, na pequena área, para abrir o placar.

Os donos da casa continuaram buscando o segundo gol até consegui-lo aos 42, com um golaço de Luiz Henrique. O lindo lance do garoto de Xerém levou o Flu ao intervalo em situação tranquila na partida.

Luiz Enrique decide

A cria de Xerém foi o destaque da partida no Maracanã. Primeiro, no gol de Fred, encontrou Nonato em ótimas condições para assistir experiente o camisa 9. Já no fim da primeira etapa, foi acionado por Caio Paulista na entrada da área, girou o corpo e deixou dois marcadores na saudade, completando a jogada com um potente chute de direita no ângulo de Júlio Cesar.

Luiz Enrique. Foto: Reprodução
Feito histórico

Aos 11 minutos, a boa trama do Flu - com jogada de Luiz Henrique e assistência de Nonato - culminou no gol de Fred, sozinho na pequena área. Com o tento, o atacante de 37 anos chegou à marca de 155 bolas na rede no Brasileirão e se tornou o segundo maior artilheiro da história da competição, deixando Romário para trás. À sua frente, somente Roberto Dinamite, que marcou 190 vezes. O camisa 9 é também o principal goleador do Flu na temporada, com 18 gols.

Bragantino diminui

Precisando buscar o empate, o Red Bull começou a etapa final mais ativo no setor ofensivo, gerando perigo primeiro aos 13, em cabeceio de Gabriel Novaes para fora. Dois minutos depois, o Massa Bruta diminuiu com Helinho, que acertou um belíssimo chute de longe e mandou no ângulo.

A partir do gol, o segundo tempo ficou mais aberto, com oportunidades para ambas as equipes. O Flu chegou a ampliar com Gabriel Teixeira, mas após quatro minutos de revisão, o VAR anulou o lance por impedimento de Bobadilla. Nonato e André ainda perderam chances boas no fim da partida.

Marcão atinge recorde

Marcão foi ao Maracanã sob a expectativa por uma importante marca pelo Tricolor das Laranjeiras. Somando jogos pela edição passada do Brasileirão e a atual, o técnico chegou a 16 partidas sem perder e ultrapassou o feito de Muricy Ramalho ante o Massa Bruta. Em 2010, a sequência de 15 confrontos ajudou o Flu de Muricy a conquistar o título daquele ano. Agora, Marcão é o comandante com a maior invencibilidade da história do clube na competição.

Assunção à vista

No Maracanã, o Bragantino escalou sua equipe reserva para encarar o Fluminense, a fim de poupar seus principais nomes para um dos principais compromissos do clube na temporada: a partida de volta das semifinais da Sul-Americana, contra o Libertad. Após vencer por 2 a 0 em Bragança Paulista, o Massa Bruta viaja para Assunção, onde decidirá a vaga na final na próxima quarta-feira (29).


DOL

quinta-feira, 23 de setembro de 2021

Libertadores: Bruno Henrique brilha e Flamengo encaminha vaga à final

Rubro-Negro vence Barcelona de Guayaquil diante de 23 mil torcedores.

Foto: Marcelo Cortes/Flamengo/Direitos Reservados
O Flamengo deu um passo importante à final da Libertadores. Nesta quarta-feira (22), o Rubro-Negro recebeu o Barcelona de Guayaquil (Equador) no Maracanã, no Rio de Janeiro, por 2 a 0, no jogo de ida do confronto pelas semifinais da competição.

Foto: Reprodução Twitter @LibertadoresBR
O resultado dá ao time carioca a vantagem de avançar de fase mesmo se perder por um gol de diferença na partida de volta, na próxima quarta-feira (29), no Monumental de Barcelona, em Guayaquil (Equador). Se balançar as redes fora de casa, o clube brasileiro pode se classificar até se for derrotado por dois gols de saldo. O vencedor do confronto pega quem passar entre Palmeiras e Atlético-MG, que empataram por 1 a 1 no duelo de ida, no Allianz Parque, em São Paulo.

A partida marcou a estreia de David Luiz pelo Flamengo. O zagueiro de 34 anos, recém-contratado pelo clube, não entrava em campo há 143 dias. A última partida dele havia sido em 2 de maio, quando ainda defendia o Arsenal, na vitória por 2 a 0 sobre o Newcastle United, pelo Campeonato Inglês.

Apesar do torcedor rubro-negro ter podido acompanhar, in loco, a vitória por 2 a 0 sobre o Grêmio, há uma semana, pelas quartas de final da Copa do Brasil, o duelo desta quarta-feira marcou, para valer, o reencontro dos flamenguistas com o time no Maracanã. Se na última quarta-feira (15), em meio às incertezas sobre a liberação ou não de público, somente 6.446 espectadores compareceram ao estádio, desta vez foram 23.083 torcedores presentes nas arquibancadas (22.193 pagantes). A renda foi de R$ 4,063 milhões.

Foto: Reprodução Twitter @LibertadoresBR
O público, no entanto, sofreu nos primeiros instantes de bola rolando. Não fosse Diego Alves, os equatorianos teriam inaugurado o placar aos seis minutos. Primeiro, o goleiro defendeu uma tentativa do atacante Gonzalo Mastriani, dentro da área. O meia Adonis Preciado aproveitou a sobra, mas parou novamente no camisa 1, que brilhou novamente aos dez minutos, salvando uma finalização cruzada do lateral Byron Castillo, pela direita.

Os sustos acordaram o Flamengo, que ficou no quase aos 15 minutos, em chute da entrada da área do meia Everton Ribeiro, que o goleiro Javier Burrai defendeu, mesmo após a bola desviar na marcação. Cinco minutos depois o Rubro-Negro balançou as redes. Gabriel cruzou pela direita e o também atacante Bruno Henrique, de cabeça, abriu o placar. A parceria quase funcionou de novo aos 33, desta vez com Gabriel aparecendo pela esquerda e Bruno Henrique cabeceando no travessão.

Três minutos depois, o poste superior salvou novamente o Barcelona, em arremate do meia Andreas Pereira, da intermediária. No lance seguinte, o Flamengo chegou ao segundo gol, outra vez com Bruno Henrique. Em jogada que também envolveu Everton Ribeiro e Gabriel, o camisa 27 recebeu cruzamento pela direita do atacante Vitinho e concluiu para as redes. Nos acréscimos, para melhorar a situação do Rubro-Negro, o meia Nixon Molina levou o segundo amarelo após falta em Bruno Henrique e foi expulso.

Foto: Reprodução Twitter @LibertadoresBR
Mesmo com um a menos, os equatorianos tentaram surpreender no início do segundo tempo. No primeiro minuto, após cobrança de escanteio, o volante Michael Carcelén teve a chance na área, mas Diego Alves fez outra grande intervenção. Na sequência, o lateral Mauricio Isla cruzou pela direita, Vitinho cabeceou e obrigou Burrai a salvar com os pés, no reflexo.

O Flamengo diminuiu o ritmo ao longo da etapa complementar, mas manteve o jogo sob controle. Nos minutos finais, Léo Pereira, que substituiu David Luiz, recebeu o cartão vermelho direto ao atingir o queixo do também zagueiro Fernando León. A expulsão deixou as duas equipes com dez em campo e animou o Barcelona, que tentou pressionar nos acréscimos, sem êxito.

Antes de reencontrar o Barcelona, o Flamengo tem compromisso pelo Campeonato Brasileiro. No próximo domingo (26), às 11h (horário de Brasília), o Rubro-Negro encara o América-MG no Independência, em Belo Horizonte, pela 22ª rodada da competição. Atual bicampeão, o time carioca está na terceira posição do torneio nacional, mas com três jogos a menos que a maioria das equipes.


Agência Brasil

quarta-feira, 22 de setembro de 2021

Libertadores: Flamengo e Barcelona de Guayaquil buscam vaga na final

O Rubro-Negro está invicto na competição, já o time equatoriano apresentou uma queda de rendimento após eliminar o Fluminense nas quartas de final há aproximadamente 30 dias.

Foto: Alexandre Vidal/Flamengo/Direitos Reservados
Flamengo e Barcelona de Guayaquil (Equador) disputam o jogo de ida da semifinal da Libertadores, a partir das 21h30 (horário de Brasília) desta quarta-feira (22), no estádio do Maracanã.

O Rubro-Negro está invicto na atual edição da competição continental, com sete vitórias e três empates. Foi líder do Grupo G com 12 pontos, jogando contra Vélez Sarsfield (Argentina), Unión la Calera (Chile) e LDU (Equador). Nas oitavas de final superou o Defensa y Justicia (Argentina) por 5 a 1 no placar agregado e nas quartas passou pelo Olímpia (Paraguai) com duas vitórias e somando 9 a 2 no placar agregado.

Foto: Reprodução Twitter
Para esta quarta-feira, o Rubro-Negro carioca terá desfalques importantes para buscar uma vantagem no Rio de Janeiro. O técnico Renato Gaúcho não poderá contar com o lateral Filipe Luís e o meia Giorgian De Arrascaeta, que seguem se recuperando de lesões musculares. Por outro lado, há grandes chances de o zagueiro David Luiz estrear com a camisa do time carioca. Já o meia Diego, que não estava à disposição há algum tempo, se recuperou de uma lesão, treinou com o elenco durante a semana e pode voltar ao time titular.

Já o time equatoriano apresentou uma queda de rendimento após eliminar o Fluminense nas quartas de final há aproximadamente 30 dias. Na época, o Barcelona vinha de cinco vitórias seguidas. Mas, contanto os empates com o Tricolor das Laranjeiras, a equipe de Guayaquil vem de três derrotas, dois empates e uma vitória.

Foto: Reprodução Twitter
Na primeira fase da Libertadores, o time foi líder do Grupo C com 13 pontos. Na chave estavam Santos, Boca Juniors (Argentina) e The Strongest (Bolívia). Nas oitavas, os equatorianos passaram pelo Vélez Sarsfield, enquanto nas quartas eliminaram o Fluminense.


Agência Brasil

quinta-feira, 16 de setembro de 2021

Com dois de Pedro, Flamengo derrota Grêmio e avança na Copa do Brasil

Nas semifinais o Rubro-Negro enfrenta o Athletico-PR.

Foto: Reprodução
O Flamengo garantiu vaga nas semifinais da Copa do Brasil após derrotar o Grêmio por 2 a 0, na noite de quarta-feira (15) no estádio do Maracanã. O Rubro-Negro já estava com a classificação encaminhada após o triunfo de 4 a 0 no confronto de ida, realizado em Porto Alegre.

Motivado por 6.446 torcedores presentes no Maracanã (estava liberada a ocupação de 35% da capacidade total do estádio, o equivalente a pouco mais de 24 mil pessoas), o time da Gávea comandou as ações desde o início.

Porém, encontrou um Grêmio que se esforçou demais para ter uma boa atuação no dia do aniversário de 118 anos do Imortal. Assim, o que se viu em campo foi um confronto no qual o excesso de vontade, que às vezes descambou para lances violentos, foi a tônica.

Aos 29 minutos do segundo tempo aconteceu o lance capital do jogo. O meia Everton Ribeiro levantou a bola na área, Pedro, que entrou no lugar de Gabriel Barbosa na etapa final, dominou no peito e mandou de bicicleta, mas a bola foi para fora. O VAR (árbitro de vídeo) entrou em ação e informou ao juiz que, na hora da finalização, a bola desviou na mão de Rodrigues.

A infração então foi confirmada e Pedro cobrou com categoria para abrir o placar. Mas o camisa 21 queria mais, e, aos 42, puxou contra-ataque, tocou para Everton Ribeiro, que chutou na trave. A bola então sobrou para o atacante, que apenas escorou para garantir a vitória de 2 a 0, que credenciou a equipe comandada pelo técnico Renato Gaúcho a enfrentar o Athletico-PR na próxima fase da competição.


Agência Brasil

quarta-feira, 15 de setembro de 2021

Copa do Brasil: Flamengo e Grêmio duelam em busca de vaga na semifinal

 Após goleada na ida, Rubro-Negro tem boa vantagem para o confronto.

Foto: Reprodução
Em meio a uma polêmica sobre a presença de público nas arquibancadas do Maracanã, Flamengo e Grêmio se enfrentam nesta quarta-feira (15), às 21h30 (horário de Brasília), para decidir o adversário do Athletico-PR em uma das semifinais da Copa do Brasil. A partida será transmitida ao vivo pela Rádio Nacional, com narração de André Luiz Mendes e comentários de Mário Silva e Bruno Mendes.

A vantagem rubro-negra é considerável. No jogo de ida, na Arena do Grêmio, os cariocas golearam por 4 a 0. Os gols saíram todos no segundo tempo, mesmo após a expulsão do lateral Mauricio Isla no fim da primeira etapa. O zagueiro Bruno Viana, o lateral Rodinei e os atacantes Vitinho e Michael balançaram as redes em Porto Alegre.

O atual bicampeão brasileiro se classifica até se perder por três gols de diferença no Rio de Janeiro. Ao Tricolor Gaúcho só uma vitória por cinco ou mais gols de saldo interessa. Caso os gremistas igualem o placar agregado, a decisão será nos pênaltis. Ao contrário da Libertadores, o gol marcado fora de casa não é critério de desempate.


Agência Brasil

sexta-feira, 10 de setembro de 2021

Seleção vence Peru e mantém campanha perfeita nas Eliminatórias

Neymar marca e se torna maior artilheiro do Brasil na competição.

Foto: Lucas Figueiredo/CBF
O Brasil derrotou o Peru por 2 a 0, na noite desta quinta-feira (9) na Arena Pernambuco, e manteve o aproveitamento perfeito nas Eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2022 (Catar) com oito vitórias em oito jogos.

A vitória teve um significado especial para o camisa 10 Neymar, que marcou uma vez pelo time comandado por Tite e se tornou o maior artilheiro da seleção brasileira na história da competição, com o total de 12 gols, um a mais do que Romário e Zico, os segundos colocados da relação.

Foto: Reprodução Twitter @CBF_Futebol
Vitória tranquila

Após optar pela formação que iniciou o duelo com os argentinos (Weverton; Danilo, Lucas Veríssimo, Éder Militão e Alex Sandro; Casemiro, Gerson, Lucas Paquetá e Éverton Ribeiro; Neymar e Gabriel Barbosa) o técnico Tite viu sua equipe assumir o comando das ações, com Neymar criando muito.

E foi dos pés do camisa 10 que surgiu o primeiro gol do Brasil. Aos 13 minutos Santamaría perdeu para Neymar, que avançou livre em velocidade pela esquerda e cruzou para o meio da área, onde Gabriel Barbosa furou e a bola sobrou para Éverton Ribeiro bater de chapa, de primeira, para abrir o placar.

Foto: Reprodução Twitter @CBF_Futebol
A seleção brasileira volta a jogar pelas Eliminatórias em outubro, quando mede forças com Colômbia, Venezuela e Uruguai.Se no primeiro Neymar foi o arco, no segundo ele foi a flecha. Aos 39 minutos Danilo lançou Gabriel Barbosa, que avançou pela direita e finalizou, a defesa afastou parcialmente e Éverton Ribeiro aproveitou a sobra e chutou, mas Santamaría conseguiu cortar e a bola ficou com o camisa 10 do Brasil, que só teve o trabalho de escorar para o fundo das redes.

Se na etapa inicial o Brasil dominou, na segunda diminuiu o ritmo e pouco criou, o que manteve o placar inalterado até o fim.


Agência Brasil

sexta-feira, 3 de setembro de 2021

Eliminatórias: mesmo jogando mal, Brasil vence Chile

Com triunfo de 1 a 0, seleção brasileira chega a 21 pontos.

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

O Brasil derrotou o Chile por 1 a 0, na noite de quinta-feira (2) no estádio Monumental de Santiago, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022 (Catar). Com a vitória, a seleção brasileira manteve a folga na liderança e os 100% de aproveitamento na competição.

Graças à não liberação de alguns clubes europeus, jogadores como o goleiro Weverton e os atacantes Vinícius Jr. e Gabriel Barbosa garantiram vaga no time titular. Porém, com exceção do goleiro do Palmeiras, a chance foi pouco aproveitada.

Foto: Reprodução

A equipe comandada pelo técnico Tite não fez um bom jogo. Nos primeiros minutos do confronto, a equipe até deu a impressão de que dominaria as ações na base do toque de bola, mas ficou apenas na intenção. Não demorou para o Chile igualar as ações. Com o passar do tempo, os donos da casa passaram a pressionar o Brasil, a manter mais a bola e a dar trabalho à defesa brasileira.

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Ao selecionado verde e amarelo restaram os contra-ataques. E foi assim que teve uma ótima oportunidade de abrir o placar ainda no primeiro tempo, mas a chance foi para o espaço, junto com a bola chutada por um irreconhecível Neymar. Em aparente má forma física, o camisa 10 brasileiro errava quase tudo que tentava e, junto com a individualidade excessiva de Lucas Paquetá, boas oportunidades do time de Tite não deram em nada.

Everton Ribeiro entrou no segundo tempo e, se não foi brilhante, fez o gol da vitória ao aproveitar rebote dado pelo goleiro adversário após chute de Neymar. A vantagem brasileira esfriou o ímpeto da equipe da casa, que não conseguiu controlar mais o jogo. A partida ficou franca, com mais espaços para atacar de ambos os lados. No entanto, os times cansaram, as chances claras de gol rarearam e o futebol deu lugar a discussões e bate-bocas entre os times até o apito final.

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Com o resultado, o Brasil chega a 21 pontos em sete jogos e fica um pouco mais perto da Copa do Mundo de 2022 (Catar). Já o Chile estaciona nos seis pontos, na sétima colocação, fora da zona de classificação. O próximo compromisso da seleção brasileira é contra a Argentina, em partida atrasada da sexta rodada, no próximo domingo (5), às 16h (horário de Brasília), em São Paulo.


Agência Brasil

sexta-feira, 27 de agosto de 2021

Paralimpíada: Brasil conquista ouro, prata e bronze na natação

Maria Carolina fatura 1ª medalha no individual feminino para o país.

Foto: Ale Cabral/ CBP

O Brasil iniciou esta sexta-feira (27) com três medalhas na Paralimpíada de Tóquio (Japão). Disputando pela primeira vez os Jogos Paralímpicos, o brasiliense Wendell Belarmino se tornou o campeão na prova de 50 metros livre masculino S11 (cegueira), com o tempo de 26s03. As competições da modalidade acontecem no Centro Aquático de Tóquio, na capital japonesa.  

á o paulista Gabriel Bandeira conquistou medalha de prata na prova de 200 metros livre da classe S14 (deficiência intelectual), com o tempo de 1min52s74. Esta é a segunda medalha de Bill nesta atual edição dos Jogos, pois ele já havia levado ouro na prova de 100 m borboleta da classe S14 (deficiência intelectual).

A primeira medalha individual no feminino na Paralimpíada veio com a pernambucana Maria Carolina Santiago na prova  dos 10 0m costas da classe S12 (baixa visão). Ela faturou o bronze com o tempo de 1min09s18.

Pódios

Atrás de Wendell Berlamino, medalhista de ouro nos 50 metros livre (S11),  ficou o chinês Dongdong Hua (26s18) com a prata, e o lituano Edgaras Matakas (26s38) com o bronze. O catarinense Matheus Rheine de Souza também competiu e ficou em sexto lugar. Ele alcançou a marca de 27s26.

Quem levou medalha de ouro na prova de 200 m (S14) foi o britânico Reece Dunn, batendo o recorde mundial, com 1min52s40. O bronze ficou com Viacheslav Emeliantsev, do Comitê Paralímpico Russo (RPC, sigla em inglês), com 1min55s58.

Nos 100m costas feminino (S12),  a britânica Hannah Russel se tornou a campeã olímpica, com o tempo de 1min8s44. Já Daria Pikalova, do RPC, colocou a medalha de prata no peito, terminando a prova com 1min8s76.

Daniel Dias fora do pódio

A prova de 50 m borboleta da classe S5 (deficiência físico-motora) foi a primeira que o multicampeão Daniel Dias não subiu ao pódio em Tóquio 2020. Ele terminou a disputa na sexta colocação, com tempo de 36s56. O paulista já garantiu dois bronzes em provas individuais: nos 100 metros livre da classe S5 (deficiência físico-motora) e nos 200 metros livre na classe S5 (deficiência físico-motora). Além disso, ele também disputou o revezamento 4x50 metros livre 20 pontos e ficou em terceiro lugar. Daniel Dias, de 33 anos, tem 27 medalhas na história das Paralimpíadas.

Outros resultados 

A paulista Esthefany Rodrigues e a potiguar Joana Neves disputaram a prova dos 50 m borboleta feminino da classe S5 (deficiência físico-motora). Joana foi a brasileira que mais chegou perto da medalha, encerrando sua participação em quatro lugar (45s33), enquanto Esthefany terminou a competição na sétima posição (46s49). Joana Neves já conquistou medalha de bronze em Tóquio 2020 na prova de 4x50 metros livre 20 pontos.


Agência Brasil

quinta-feira, 26 de agosto de 2021

Flamengo goleia Grêmio e encaminha vaga na semifinal da Copa do Brasil

Confronto na Arena do Grêmio foi o de ida das quartas de final do torneio; jogo da volta será no dia 15 de setembro, no Maracanã.

Foto: Reprodução

Os humilhados foram exaltados. O que parecia uma noite de pesadelo virou de glória para o Flamengo, que humilhou o Grêmio na reta final, sobretudo, e goleou por 4 a 0, com gols de Bruno Viana, Michael, Rodinei e Vitinho, todos contestados e que fizeram a diferença pela ida das quartas de final da Copa do Brasil, na Arena do Grêmio.

O triunfo rubro-negro veio tendo um jogador a menos durante boa parte do confronto - Isla foi expulso num primeiro tempo para esquecer do Fla. Definitivamente, vimos um roteiro inusitado. 

Flamengo escapou do pior

O jogo não iniciou nos 220 volts, como era esperado pelo peso do confronto, mas logo boas chances foram construídas. Todas pelo Grêmio, superior com a bola no pé diante de um bagunçado sistema defensivo do Fla, que escapou de uma derrota parcial por falta de capricho dos mandantes frente a Diego Alves.

Foto: Reprodução

Sob o comando de Felipão, o Grêmio conseguiu tabelas com certa facilidade pelo meio, onde Alison desperdiçou a melhor oportunidade, quando optou pelo bico após trama com Borja, e ainda forçou a expulsão de Isla, ingênuo no mano a mano em dois lances com Ferreirinha, resultando em amarelos.

Baixas significativas 

Ferreirinha, aliás, só foi acionado por conta de uma lesão muscular de Douglas Costa, na casa dos 30 minutos. A estrela tricolor vinha se destacando nos arranques e aparições pelo lado direito de ataque. E, dez minutos depois, foi o Flamengo que perdeu uma peça essencial: Bruno Henrique, também com dores na coxa. O espetáculo perdeu com dois atacantes decisivos. 

As tais peculiaridades do futebol

Curiosamente, o Flamengo, com um a menos e duas trocas no intervalo, sendo uma delas Arrascaeta, voltou superior, com domínio da posse de bola. E, confiante tendo um rico arsenal ofensivo, fez blitz para abrir o placar. Outro fator inusitado é que o gol saiu de Bruno Viana, certamente o jogador mais contestado entre as duas torcidas, depois de escanteio e falha de posicionamento do Grêmio, com 7'. Detalhe (para temperar ainda mais essa salada): a bola desviou em Rafinha (!) antes de entrar. E haveria espaço para mais "surpresas". 

E virou humilhação...

A partir do gol, o Flamengo seguiu arriscando contragolpes e encontrou espaços que não tinha na etapa inicial. O Grêmio sucumbiu ao plano reativo dos cariocas, que viram Michael ser decisivo em estocadas pontuais. Numa, Everton Ribeiro recebeu livre e perdeu, no último lance antes de Vitinho entrar.

E foi do camisa 11 as assistências primorosas para os gols de Michael e Rodinei. Antes, o Grêmio, com Diego Souza acionado, tentou na base do abafa, mas sem "punch" algum nas tentativas. Pelo contexto, virou humilhação, já que, mesmo em ritmo de treino, deu tempo para um gol no último lance, em pênalti sofrido por Michael (confirmado via VAR). Adivinha quem bateu? Vitinho, um dos principais responsáveis pela virada de chave: 4x0.

Noite dos contestados e de um abalado Tricolor, que ainda viu Vanderson, descontrolado, ser expulso na reta final num assombroso reencontro com Renato Gaúcho.


Lance

quarta-feira, 25 de agosto de 2021

Grêmio e Flamengo se enfrentam na Copa do Brasil

O jogo marca o reencontro do técnico flamenguista, Renato Portaluppi, com o Grêmio, equipe em que é ídolo e conquistou títulos tanto como jogador quanto como treinador.

Foto: Reprodução

Oito títulos da Copa do Brasil vão estar em campo nesta quarta-feira (25) na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, no confronto entre Grêmio e Flamengo. O Tricolor Gaúcho já faturou cinco vezes a competição (1989, 1994, 1997, 2001 e 2016), enquanto o Rubro-Negro Carioca levou a taça em três ocasiões (1990, 2006 e 2013). O duelo que vale vaga para as semifinais da competição acontece às 21h30.

O jogo marca o reencontro do técnico flamenguista, Renato Portaluppi, com o Grêmio, equipe em que é ídolo e conquistou títulos tanto como jogador quanto como treinador. A equipe da Gávea passou com facilidade por Coritiba e ABC de Natal para chegar até as quartas de final da Copa do Brasil. Na última atuação pelo Brasileirão, o Fla empatou em 1 a 1 com o Ceará na Arena Castelão. O Fla deve ter a volta de jogadores importantes como Isla e Arrascaeta, além da possível estreia de Andreas Pereira, que foi relacionado para a partida.

Já o Imortal passou por Vitória e Brasiliense. Quem também vai se reencontrar com o Flamengo é o lateral Rafinha, que depois de 8 anos no Bayer de Munique, voltou ao Brasil para jogar no time da Gávea e participar da vitoriosa campanha da Libertadores em 2019.

O time de Felipão vem de vitória por 2 a 0 sobre o Bahia e deve ter os retornos dos zagueiros Geromel e Kanemman, além do meia Thiago Santos e do atacante Ferreira, que recuperado de lesão deve começar a partida no banco de reservas.


Agência Brasil

quinta-feira, 19 de agosto de 2021

Flamengo goleia Olímpia e vai à semifinal da Libertadores

Rubro-Negro terá Fluminense ou Barcelona de Guayaquil pela frente.

Foto: Reprodução

O Flamengo tornou a golear o Olimpia (Paraguai) e se classificou às semifinais da Libertadores. Na quarta-feira (18), o Rubro-Negro bateu os paraguaios no Mané Garrincha, em Brasília, por 5 a 1, diante de pouco mais de 11 mil torcedores. A equipe carioca atingiu 9 a 2 no agregado dos resultados dos jogos de ida e de volta.

Na próxima fase, o Flamengo pode ter o clássico diante do Fluminense, caso o rival bata o Barcelona de Guayaquil (Equador). No primeiro jogo, há uma semana, no Maracanã, no Rio de Janeiro, os times empataram por 2 a 2. A partida de volta será nesta quinta-feira (19), às 21h30 (horário de Brasília), no Equador.

Aos 29 minutos do primeiro tempo, o lateral Rodinei cruzou pela direita e o atacante Gabriel Barbosa completou para o gol, abrindo o marcador para o Rubro-Negro. Aos 36, novo cruzamento na área pela direita, desta vez do meia Giorgian de Arrascaeta para o atacante Bruno Henrique ampliar de cabeça. Nos acréscimos, o atacante Jorge Recalde dominou na pequena área pela esquerda, tirou o zagueiro Léo Pereira e o goleiro Diego Alves em um único corte e descontou para os paraguaios.

Foto: Reprodução

A reação do Olimpia durou pouco. Aos três minutos do segundo tempo, no bate-rebate na área após uma cobrança de falta de Arrascaeta na área, o volante Willian Arão fez o terceiro do Flamengo. Sete minutos depois, Arrascaeta bateu escanteio e o zagueiro Saúl Salcedo se enrolou com a bola, marcando contra. Aos 31, o meia Diego recebeu do atacante Vitinho pela esquerda e cruzou para Gabriel Barbosa, de cabeça, balançar as redes pela segunda vez.

Antes de pensar na semifinal da Libertadores, o Flamengo se concentra no Campeonato Brasileiro. No próximo domingo (22), o Rubro-Negro visita o Ceará na Arena Castelão, em Fortaleza, pela 17ª rodada da competição.


Agência Brasil

quarta-feira, 18 de agosto de 2021

Palmeiras vence São Paulo e está na semifinal da Libertadores

Time alviverde venceu o tricolor por 3 a 0 no jogo da volta, em casa.

Foto: Reprodução

O Palmeiras se tornou o primeiro time brasileiro nas semifinais da atual edição da Copa Libertadores após derrotar o São Paulo por 3 a 0, na noite desta terça-feira (17) no Allianz Parque. O Verdão garantiu sua passagem graças a gols de Raphael Veiga, Dudu e Patrick de Paula.

A classificação do Palestra veio após as equipes empatarem por 1 a 1 no jogo de ida das quartas, na última terça-feira (10) no estádio do Morumbi. Na próxima fase, o Palmeiras mede forças com o vencedor do confronto entre River Plate (Argentina) e Atlético-MG, que fazem o jogo de volta na próxima quarta (18). Na ida, o Galo triunfou por 1 a 0 jogando em Buenos Aires.

Atuando em casa, o Palmeiras começou ligado, e não demorou a abrir o placar. Aos 10 minutos, Zé Rafael ganhou de Arboleda e puxou contra-ataque do meio de campo. Ele se livrou da marcação de Daniel Alves, carregou até a intermediária adversária e rolou para Raphael Veiga, que, de dentro da área, bateu firme para superar o goleiro Tiago Volpi.

O São Paulo passou a propor jogo em busca do empate, enquanto o Verdão adotava uma postura mais reativa, guardando mais a defesa. Com isso, o placar permaneceu inalterado até o intervalo.

O Tricolor começou a etapa final melhor, mas o Palmeiras continuou mais eficiente. E o Palestra ampliou aos 21 minutos. Após Tiago Volpi defender parcialmente chute de Wesley, Danilo encontrou Dudu na entrada da área, que bateu com precisão, de direita, no ângulo, para marcar 2 a 0.

O Palmeiras tomou conta de vez do confronto, e chegou ao terceiro aos 32 minutos, quando o volante Patrick de Paula aproveitou sobra na entrada da área e chutou forte. A bola ainda desviou na defesa antes de entrar.

Qualquer chance de virada foi por água abaixo aos 36 minutos, quando o atacante Vitor Bueno foi expulso após entrar de sola no zagueiro Gustavo Gómez.

Após a classificação na Libertadores, o Palmeiras volta a entrar em campo no próximo domingo (22) contra o Cuiabá pelo Campeonato Brasileiro. No mesmo dia o São Paulo visita o Sport em Recife.


Agência Brasil

terça-feira, 17 de agosto de 2021

Palmeiras e São Paulo decidem vaga na semi da Libertadores nesta terça

A partida acontece no Allianz Parque, a partir das 21h30 (horário de Brasília).

Foto: Reprodução

Palmeiras e São Paulo decidem na noite desta terça-feira (17) quem avança às semifinais da Copa Libertadores da América. O Verdão leva vantagem por ter marcado no empate em 1 a 1 fora de casa, no duelo de ida  - de acordo com a regra, se houver empate no placar agregado (soma dos resultados nos duelos de ida e volta), avança na competição quem tiver balançado a rede na casa do adversário. A partida no Allianz Parque, acontece a partir das 21h30 (horário de Brasília).

Comandado pelo técnico português Abel Ferreira, o Palmeiras chega ao confronto após derrota por 2 a 0 para o Atlético-MG,

“Estamos preparados para nosso grande jogo. Mas nós não podemos ter jogadores profissionais, treinadores e árbitros amadores”, disse o treinador após a partida, contrariado com a arbitragem na partida do último sábado (14), pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Jogando em casa, o São Paulo também poupou titulares no Brasileirão, mas venceu o Grêmio por 2 a 1. O triunfo tricolor deixou o treinador argentino Hernan Créspo ainda mais confiante para o clássico Choque-Rei.

“Cada dia que passa, sinto mais e mais orgulho de vocês. Com este espírito de batalha, vamos conquistar muito mais”, afirmou Créspo.

Os dois treinadores têm quase todo a elenco à disposição. No Palmeiras, a dúvida é o atacante Luiz Adriano. Já o São Paulo não sabe se irá contar com o zagueiro Arboleda. Um novo empate em 1 a 1 leva a decisão da vaga para os pênaltis. O zero a zero é do Palmeiras e qualquer outra igualdade, do Tricolor paulista.


Agência Brasil

sábado, 7 de agosto de 2021

O Brasil conquista o segundo título olímpico no futebol masculino

A partida teve pênalti perdido por Richarlison mas terminou em 2 a 1 na prorrogação, com gols de Matheus Cunha e Malcom.

Foto: Reprodução 

O Brasil conquistou o segundo título olímpico de sua história. A vitória por 2 a 1 contra a Espanha aconteceu na prorrogação. Matheus Cunha e Malcom marcaram pelo Brasil. Bryan Gil fez o gol da Espanha.

Galvão Bueno, o eterno narrador da seleção brasileira, resumiu o espírito da partida. "A gente sabia que seria um jogo disputado, mas precisava tanta emoção?"

Foi uma boa final no futebol masculino, talvez a menos olímpica das modalidades. Brasil e Espanha fizeram uma partida disputada pelo ouro nos Jogos de Tóquio. Nos primeiros minutos a seleção espanhola pressionou mais e criou algumas chances, com um gol tirado em cima da linha do goleiro Santos e posse de bola de mais de 60%.

Depois dos 20 minutos iniciais o Brasil passou a criar mais oportunidades. Richarlison chegou a fazer uma boa finalização, que bateu na rede do lado de fora. Aos 35 minutos, uma pancada em Matheus Cunha deu pênalti para o Brasil. Richarlison faz uma paradinha, bateu e... a bola foi para fora.

Mas aos 47 minutos do primeiro tempo saiu o primeiro gol do Brasil, depois de um cruzamento de Claudinho pela direita, um desvio de Daniel Alves na segunda trave e a finalização de Matheus Cunha.

Brasil terminou na frente no primeiro tempo

No começo do segundo tempo teve uma bola no travessão com chute de Richarlison. Aos 16 minutos, Bryan Gil fez um passe na direita para Carlos Soler, que cruzou para Oyarzabal. Gol da Espanha.

A Espanha continuou pressionando. Óscar Gil chegou a mandar a bola no travessão de Santos. E aos 40 minutos Bryan mandou ainda outra bola no travessão.

O jogo terminou empatado e foi para a prorrogação. Matheus Cunha foi substituído por Malcom, que fez boa finalização logo no começo do tempo complementar.

O Brasil continou pressionando a Espanha. Arana tentou um chute forte rasteiro.

Logo no começo da segunda etapa da prorrogação Malcom aproveitou o ótimo lançamento de Antony e fez o gol da vitória.

O Brasil entrou em campo como o atual campeão olímpico, depois da conquista da medalha de ouro na Rio 2016. Foi a quinta final nos Jogos Olímpicos do Brasil no futebol masculino. A seleção conquistou três medalhas de prata (1984, 1988 e 2012), além do ouro no Maracanã em 2016. Agora, saem de Yokohama com mais uma conquista.

Exame

quarta-feira, 4 de agosto de 2021

Com ouro de Ana Marcela, em maratona aquática, mulheres batem recorde em uma Olimpíada

Delegação feminina brasileira conquistou oito medalhas em Tóquio, superando a marca de Pequim-2008.

Foto: Montagem / Reprodução

Ao vencer a prova da maratona aquática de Tóquio 2020, Ana Marcela Cunha alcançou várias marcas históricas para o Brasil. A medalha representou o primeiro ouro olímpico da natação feminina brasileira e o primeiro do país na modalidade. Além disso, ainda coroou um recorde para as mulheres: elas nunca haviam subido tantas vezes ao pódio em uma só edição dos Jogos.

Até aqui, já são oito medalhas conquistadas pela delegação feminina. Além do ouro de Ana Marcela, o Brasil tinha faturado outros dois ouros, além de duas pratas e dois bronzes. E ainda há uma outra medalha garantida para a baiana Beatriz Ferreira, que está na semifinal do boxe.

Antes da Olimpíada do Japão, o maior número de medalhas conquistadas pelas mulheres brasileiras era sete, recorde de Pequim 2008. Naquele ano, foram dois ouros (com o vôlei feminino e Maurren Maggi), uma prata (futebol feminino) e quatro bronzes (Natália Falavigna, Isabel Swan/Fernanda Oliveira, Ketleyn Quadros e revezamento 4x100m do atletismo).

Medalhas das brasileiras em Tóquio 2020

Ouro

  • Rebeca Andrade (ginástica - salto)
  • Martine Grael/Kahena Kunze (vela - classe 49erFX)
  • Ana Marcela Cunha (maratona aquática)

Prata

  • Rebeca Andrade (ginástica - individual geral)
  • Rayssa Leal (skate street)

Bronze

  • Laura Pigossi/Luisa Stefani (tênis - duplas femininas)
  • Mayra Aguiar (judô - até 78kg)
  • Beatriz Ferreira (até 60kg - boxe) - a baiana já está na semifinal e, desta forma, tem uma medalha garantida. Falta apenas definir qual será.

Correio 24 horas

quinta-feira, 29 de julho de 2021

Rebeca Andrade se torna a primeira medalhista olímpica da ginástica feminina do Brasil

Ginasta de 22 anos fica atrás apenas da americana Sunisa Lee no individual geral.

Rebeca Andrade. Foto: Ricardo Bufolin / Panamerica Press / CBG

A brasileira Rebeca Andrade fez história nesta quinta-feira (29) e conquistou a medalha de prata na final individual geral da ginástica feminina nos Jogos Olímpicos de Tóquio, um feito inédito para o Brasil na modalidade. Após as disputas do salto, das barras assimétricas, da trave e do solo, a ginasta carioca de 22 anos atingiu a pontuação final de 57.198, garantindo o pódio.

Na pontuação do grupo principal, Rebeca foi a melhor do salto (15.300), a 5º nas barras assimétricas (14.666), a 4º na trave (13.666) e a 4ª no solo (13.666). Foi a primeira vez do país em um pódio olímpico na categoria feminina da ginástica.

Pódio na final individual geral da ginástica feminina em Tóquio:

  • Sunisa Lee (EUA) | 57.433: 14.600 (salto), 15.300 (assimétricas), 13.833 (trave) e 13.700 (solo)
  • Rebeca Andrade (BRA) | 57.198 | 15.300 (salto), 14.666 (assimétricas), 13.666 (trave) e 13.666 (solo)
  • Angelina Melnikova (RUS) | 57.166 | 14.500 (salto), 14.866 (assimétricas), 14.200 (trave) e 13.966 (solo)

On News com informações GE

quinta-feira, 22 de julho de 2021

Brasil vence Alemanha com três gols em sua estreia nas Olimpíadas de Tóquio

O primeiro gol saiu aos seis minutos do primeiro tempo. O próximo jogo do Brasil será no domingo (25).

Foto: Reprodução/CBF

Com três gols marcados num intervalo de 23 minutos no primeiro tempo, a seleção brasileira começou as Olimpíadas de Tóquio com vitória no futebol masculino: 4 a 2 sobre a Alemanha com três gols de Richarlison e outro de Paulinho já nos acréscimos. Amiri e Ache descontaram no segundo tempo para os atuais vice-campeões olímpicos na partida de abertura do Grupo D realizada no Estádio Internacional de Yokohama.

Foi apenas a quarta vez na história em que um jogador do Brasil marcou três gols em um mesmo desafio do futebol masculino nos Jogos Olímpicos, a primeira numa estreia. Gérson, Romário e Bebeto foram os outros, o último deles em 1996.

O próximo jogo do Brasil será no domingo (25), às 5h30 (de Brasília), contra a Costa do Marfim, que também venceu na primeira rodada. Já a Alemanha tenta se recuperar no mesmo dia, três horas mais tarde, diante da Arábia Saudita.

UOL

Olimpíadas: defendendo o título, Seleção Brasileira estreia contra a Alemanha no futebol masculino

Seleção Brasileira vai em busca do bicampeonato olímpico em Tóquio, na manhã desta quinta-feira (22).

Foto: Reprodução/CBF

Atual campeã olímpica, a Seleção Brasileira inicia a defesa do título contra a Alemanha, esta quinta-feira (22), às 8h30 (horário de Brasília) no Estádio Internacional de Yokohama, um dia antes da abertura oficial dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

As duas seleções fizeram a final da última Olímpiada no Rio de Janeiro (RJ), em 2016 e estão no grupo D, ao lado da Arábia Saudita e Costa do Marfim. O goleiro Bruno e o atacante Malcom foram os últimos a se juntar à equipe na última segunda-feira (20), com isso o técnico do Brasil André Jardine fez o último trabalho atuando com todos os atletas e realizou o reconhecimento do gramado do Estádio de Yokohama.

Possível time: Santos, Daniel Alves, Nino, Diego Carlos e Guilherme Arana; Gabriel Menino, Bruno Guimarães e Claudinho; Paulinho, Antony e Matheus Cunha.

Destaque da Seleção Brasileira para alguns atletas que também fazem parte da “amarelinha” principal, como Richarlison e Douglas Luiz. Outro é o experiente Daniel Alves, de 38 anos, e que defende as cores do São Paulo-SP. Já Claudinho, que é jogador do Red Bull Bragantino, vive um momento especial na carreira com a convocação para a seleção olímpica, acredita em uma boa partida e confia no grupo formado por André Jardine.

“O estilo [de jogo] é parecido com o que eu jogo no Red Bull Bragantino. Isso facilita um pouco para se adaptar, não só para mim, como para todos os jogadores. Temos excelentes atletas aqui, entendem muito bem e muito rápido o que o professor jardine quer. Então facilita o crescimento e a evolução da equipe”, disse, Claudinho.

O Liberal

quarta-feira, 21 de julho de 2021

Com estreia memorável, seleção brasileira feminina goleia a China por 5 a 0 nas Olimpíadas de Tóquio

Marta abriu o placar aos oito minutos do primeiro tempo, na conclusão de jogada iniciada com uma tomada de bola de Bia Zaneratto.

Foto: Reprodução

Com dois gols de Marta e gols de Debinha, Bia Zaneratto e Andressa Alves, a seleção feminina brasileira garantiu a vitória por 5 a 0 contra a China. O jogo aconteceu na manhã de hoje (21), no Estádio Myagi e valeu pela primeira rodada da fase de grupos da competição.

Os dois gols acirraram a disputa de Marta com a canadense Christine Sinclair pelo posto de segunda maior artilheira da história do futebol feminino em Jogos Olímpicos. Ambas somam 12 gols, dois a menos que a brasileira Cristiane, que não está na disputa.

O Brasil deve entrar em campo novamente contra os Países Baixos, no sábado, dia 24, pela segunda rodada da fase de grupos da competição. A partida está marcada para às 8 horas (horário de Brasília).

On News


sexta-feira, 16 de julho de 2021

Flamengo terá torcida no Maracanã na Libertadores

Jogo do Flamengo pelas oitavas de final da Libertadores terá a presença de cerca de 6 mil torcedores.

Foto: Reprodução

Na próxima quarta-feira (21), no confronto de volta das oitavas de final da Libertadores, contra o Defensa y Justicia a torcida do Fla poderá assistir seu time das arquibancadas. Desde que a Conmebol liberou a presença do público nas suas competições, vários clubes estão agindo para jogar com torcida.

A diretoria rubro-negra buscou a liberação da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, mas, ao mesmo tempo, tentou a medida em Brasília. O governo da capital federal foi mais rápido e o confronto diante do Defensa y Justicia será com torcida. Cerca de 6 mil pessoas são esperadas no Maracanã.

Já no Mané Garrincha, será permitida a presença de 15 mil torcedores, ou seja, cerca de 25% da capacidade. Além disso, somente pessoas que apresentem teste PCR negativo poderão entrar no estádio.

O Flamengo também precisou da anuência do Defensa y Justicia, que teria aceitado uma compensação financeira. No jogo de ida das oitavas, em Buenos Aires, o Flamengo venceu por 1 a 0, sem a presença de público.

Gazeta Informativa

Publicidade

Responsive Full Width Ad