Menu Right

Top Social Icons

Responsive Full Width Ad

Publicidade
Publicidade
✆ 93 9 9211 0226
WhatsApp
WhatsApp

Publicidade

quarta-feira, 21 de julho de 2021

Ex-ministro Ricardo Salles e madeireiros do Pará passam a ser processados perante à Justiça Federal de Altamira

Ricardo Salles é alvo de inquérito que apura retirada e venda ilegal de madeira.

Foto: Reprodução

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, decidiu enviar nesta terça-feira (20) para a Justiça Federal do Pará o inquérito que apura um suposto esquema de facilitação de contrabando de madeira. Um dos alvos da investigação é o ex-ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles e empresas madeireiras com sede no estado do Pará.

Em decisão, Moraes aponta que os elementos de prova indicam que os crimes apurados teriam ocorrido primordialmente em Altamira (PA), e por isso a Justiça Federal do Pará seria competente para conduzir as investigações. “Assim, os autos deverão ser remetidos à Justiça Federal de Altamira, para regular prosseguimento da investigação“, escreveu o ministro. Eis a íntegra da decisão do ministro

Moraes atendeu a um pedido da Polícia Federal após Salles ter perdido o foro privilegiado quando deixou de ser ministro do governo Bolsonaro. A investigação desencadeou a operação Akuanduba, batizada em referência a uma divindade do povo indígena Araras, do Pará, que desde janeiro apura supostas exportações ilegais de madeira para a Europa e para os Estados Unidos.

Essa investigação, agora remetida para Vara Federal de Altamira, é destinada a apurar crimes contra a administração pública (corrupção, advocacia administrativa, prevaricação e, especialmente, facilitação de contrabando) praticados por agentes públicos e empresários do ramo madeireiro. As investigações foram iniciadas em janeiro deste ano a partir de informações obtidas junto a autoridades estrangeiras noticiando possível desvio de conduta de servidores públicos brasileiros no processo de exportação de madeira.

E maio deste ano, a Polícia Federal faz buscas em endereços residenciais do ministro Ricardo Salles em São Paulo, no endereço funcional em Brasília e também no gabinete que o ministro tinha montado no Pará. Além da Associação das Indústrias Exportadoras de Madeira do Estado do Pará (AIMEX), mais três entidades madeireiras sofreram busca e apreensão da Policia Federal. Os mandados foram cumpridos em Belém, Joinvile(SC) e em uma madeireira que tem sede na capital, com filiais em Oriximiná e Terra Santa, e outra madeireira cuja sede está situada em Miritituba, distrito de Itaituba, na região sudoeste do Pará.

On News com informações UOL Notícias

Ministro da Educação defende retorno das aulas presenciais

"Brasil não pode continuar com escolas fechadas", disse Milton Ribeiro.

Foto: Reprodução

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, defendeu hoje (20) o retorno dos estudantes às aulas presenciais nas escolas. Ribeiro fez um pronunciamento em rede nacional de rádio e TV e afirmou que a medida não pode ser mais adiada.

“Quero conclamá-los ao retorno às aulas presenciais. O Brasil não pode continuar com as escolas fechadas, gerando impactos negativos neste e nas futuras gerações”, disse. 

O ministro citou ainda que estudos de organismos internacionais mostram que o fechamento de escolas provoca consequências devastadoras para os alunos, como perda de aprendizagem, do progresso do conhecimento e o aumento do abandono escolar. 

“Vários países retornaram às aulas presenciais ainda em 2020, quando sequer havia previsão de vacinação. O uso de álcool-gel, a utilização de máscaras e o distanciamento social são medidas que o mundo está utilizando com sucesso”, comentou. 

Segundo o ministro, a decisão sobre o fechamento e abertura das escolas não é do governo federal e o retorno pode ser feito com restrições sanitárias nas instituições de ensino básico e superior. O ministro disse que a pasta investiu mais de R$ 1,7 bilhão para o enfrentamento da covid-19 nas escolas públicas. 

“O Ministério da Educação não pode determinar o retorno presencial da aulas, caso contrário, eu já teria determinado”, afirmou. 

Ribeiro também disse que solicitou ao Ministério da Saúde a priorização de todos os profissionais da educação básica na vacinação contra a covid-19. 

Agência Brasil

terça-feira, 20 de julho de 2021

Pará registra queda de 30,6% no números de inscritos no Enem em comparação com o ano passado

A redução atingiu todo o país computando uma queda de 44% em relação de candidatos inscritos no ano passado; A previsão é de um número ainda menor, pois as inscrições passam ainda pelo processo de homologação.

Foto: Reprodução

O Pará teve mais de 229,1 mil inscrições efetivadas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) neste ano. Desse número, 228,5 mil foram inscritos na modalidade de prova impressa e 600 na modalidade digital. Em comparação com o ano passado, o número de inscrições reduziu em 30.6%. Os dados foram divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).A redução das inscrições foi registrada em todo o Brasil. 

O total de 4.004.764 candidatos inscritos em 2021 representa uma queda de 44% com relação à quantidade de inscritos no Enem do ano passado. Segundo o G1 Educação, esse número de inscritos é o menor desde o Enem 2007, quando 3,57 milhões de participantes se inscreveram; também é o menor desde que a prova adotou o formato atual, em 2009. A previsão é de um número ainda menor, pois as inscrições passam ainda pelo processo de homologação.

O Enem é a porta de entrada de muitos jovens que buscam o nível superior. A nota obtida no exame pode ser usada  para ingresso em universidades públicas e garantir bolsas de estudo e financiamentos em faculdades particulares através de Programas Federais como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), Programa Universidade para Todos (Prouni) e o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES).

As duas modalidades do Enem 2021, impressa e digital, serão aplicadas nos mesmos dias, 21 e 28 de novembro. Ambas as versões terão as mesmas provas, com itens iguais e o mesmo tema de redação.  Cada prova terá 45 questões de múltipla escolha, que, no caso do Enem Digital, serão apresentadas na tela do computador. Já a redação será realizada em formato impresso, nos mesmos moldes de aplicação e correção da versão em papel.

O Liberal 

Foragido da justiça de Mato Grosso é preso pela Polícia Civil de Tucumã, no Pará

Milton Carneiro foi preso na manhã desta terça-feira (20), acusado de duplo homicídio.

Foto: Reprodução

Na manhã desta terça-feira (20), o acusado de duplo homicídio, identificado como Milton Carneiro da Sillva foi preso pela Polícia Civil de Tucumã, no Pará, após a guarnição de Polícia Civil do Mato Grosso entrar em contato com a equipe de militares da região paraense.

O foragido do estado do Mato Grosso vivia tranquilamente há um bom tempo na região de Tucumã e São Félix do Xingu. Milton é acusado de ter matado a ex- companheira, Ivoneide Meirelles Cardoso e o filho dela, Gilmar Guilherme da Silva, uma criança de apenas 8 anos de idade, com vários golpes de faca. 

O fato ocorreu no dia 29 de dezembro de 2013 no município de São José do Xingú Mato Grosso. Em 2013, o crime foi de grande repercussão, pois Milton era conhecido como montador de rodeios e tinha até fãs por todo estado de Mato Grosso.

O acusado foi levado para a delegacia de Tucumã para as devidas providências legais. Ao chegar na delegacia, ele confessou o crime contra mulher mas negou que matou a criança.

On News

Carro despenca de ribanceira e deixa cinco mortos na Rodovia Transamazônica

A tragédia foi registrado por volta de 11h desta terça-feira (20). No carro, estavam quatro adultos e uma criança.

Foto: Reprodução

Um grave acidente de trânsito foi registrado por volta de 11h desta terça (20), na rodovia Transamazônica (BR-230), no município de Novo Repartimento. Três adultos e uma criança morreram após o veículo modelo Voyage cair num barranco próximo a um lago. Uma mulher chegou a ser retirada do veículo ainda com vida, mas faleceu durante o trajeto até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade.

A tragédia aconteceu no quilômetro 45 da rodovia Transamazônica, em um trecho não asfaltado. No carro, estavam quatro adultos e uma criança. A mulher que chegou a ser encaminhada para a UPA foi identificada como Marcelle Marino Araújo. Transtornada, ela não conseguiu informar sobre o que provocou o acidente que causou a morte de Regina Pereira de Oliveira Lima, de 43 anos, Ruhan Lima de Almeida, de 11 anos, Raimundo Nonato, de 48 anos e Antônio Neto.

O veículo tinha como destino a cidade de Novo Repartimento, a cerca de sete quilômetros de onde aconteceu o acidente. Segundo a polícia, o mais provável é que o condutor tenha perdido o controle da direção e o carro despencou na ribanceira. Motoristas que passavam pelo local e outras pessoas retiraram os corpos de dentro do carro.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) e equipes do Departamento Municipal de Trânsito de Novo Repartimento foram ao local para controlar o tráfego de veículos. O acidente será investigado pela Delegacia de Polícia Civil de Novo Repartimento.

O Liberal

Governador assina Ordem de Serviço que irá levar água a comunidades rurais de Itaituba

A previsão é de que sejam construídos seis sistemas em um investimento da ordem de 900 mil reais.

Foto: Reprodução

O governador Helder Barbalho assinou na noite da última segunda-feira (19) a ordem de serviço para iniciar a construção de sistemas de abastecimento de água que irão garantir essa oferta para as cidades de Trairão, Rurópolis e Itaituba, localizadas na mesorregião Tapajós, no oeste paraense.

A iniciativa vai melhorar a qualidade de vida da população residente das zonas rurais das três localidades. De acordo com o chefe do poder executivo paraense, no total, serão construídos 6 sistemas que juntos vão permitir que comunidades rurais nos 3 municípios recebam água de qualidade. 

"O investimento é na ordem de cerca de 900 mil reais, fruto do mandato do deputado Hilton Aguiar para levar água para essas comunidades. Parabéns ao deputado e aos municípios. Água é vida, água é saúde", comentou Helder.

O documento que determina o início desse importante momento também foi assinado pelo deputado Estadual Hilton Aguiar, na presença do vereador da cidade de Santarém, Elivelton Lira.

Agência Pará

Enfermeira é agredida após se recusar a vacinar servidora pública em Santarém

O fato ocorreu na última segunda-feira (19), após a servidora pública ser comunicada que não poderia tomar ainda a vacina.

Enfermeira diz que sua mão foi apertada na porta por servidora pública — Foto: Reprodução/Redes sociais

Uma servidora pública estadual foi acusada de ter agredido, nesta segunda-feira (19), uma enfermeira no posto de vacinação contra covid-19 instalado na Câmara de Vereadores de Santarém, na região oeste do Pará. 

Segundo a vítima, Cláudia Pereira, as agressões teriam partido de Maria Norma Pereira Pimentel, lotada na Defensoria Pública do Pará (DPE) e que foi ao posto de vacinação para tomar a segunda dose do imunizante contra o vírus Sars-CoV-2, o causador da covid-19.

Ainda de acordo com a enfermeira, a data na carteira de vacinação da primeira dose tomada por Pimentel teria sido há 27 dias, fora do prazo de 30 dias, portanto, para que ela recebesse a segunda dose. Ao ser comunicada que não poderia ainda tomar a vacina, a servidora da Defensoria Pública teria se irritado e, ato contínuo, tentou agredir fisicamente a enfermeira. Só não conseguiu por ser impedida por pessoas presentes no posto. Ainda assim, a vítima ficou escoriações em uma das mãos.

O procurador jurídico da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) foi acionado para dar suporte à enfermeira e acompanhá-la para registro de boletim de ocorrência na 16ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Santarém.

Com informações de Jeso Carneiro

Responsive Full Width Ad